Livros (e HQs) que li em 2013 – Retrospectiva

Compre os livros desta lista aqui e ajude o blog 🙂

Começo de ano é época de retrospectiva nerd no Punk Brega, com a nossa tradicional listinha de livros lidos no ano. Como já escrevi antes, acredito que os livros sejam os melhores professores que você pode encontrar na vida. Em 2013, me dediquei a ler um pouco mais de filosofia para preencher minha lacuna teórica e escrever os artigos sobre felicidade para o Glück Project (projetinho que tenho tocado nos últimos 4 meses, direto da Alemanha). Passei por obras de Aristóteles, Platão, Freud, Bertrand Russel e Lauzi. Também gastei um bom tempinho lendo milhares de páginas da série “Crônicas de Gelo e Fogo” (Game of Thrones) e me dediquei a alguns clássicos como “Moby Dick” e “The Tempest”. E, desta vez, reuni na listinha todos quadrinhos lidos no ano. Me abstive de dar nota para o livro do Xico Sá (que escreveu a orelha do meu primeiro livro ) e para o meu “Haicais Animais

-Confira a lista de livros lidos em 2011

1) A segunda vida de Djon de Nha Bia, Nuno Rebocho ** */*
PORTADA-LIBRO-SPB0114084-MAX

2) Tao Te Ching, Lauzi *****

3) Ética a Nicômaco, Aristóteles ****

4) Sandman: Preludes and Nocturnes (HQ), Neil Gaiman *****

5) A visita cruel do tempo, Jennifer Egan ****

6) A República, Platão **** *

21413141_4-2

7) O Clube do Suicídio, Robert Louis Stevenson ****

8) V for Vendetta (HQ), Allan Moore e David Lloyd *****

9) O mal-estar da Cultura, Sigmund Freud *****

10) Galáxias, Haroldo de Campos ***

11) A dança dos dragões, George R. R. Martin ****

12) O festim dos corvos, George R. R. Martin ***

13) Fábulas Chinesas, organização e tradução de Sérgio Capparelli & Márcia Schmaltz ****

14) No que acredito, Bertrand Russell *****

15) Roube como um artista, Austin Kleon ****

16) Homage to Catalonia, George Orwell ****

17) Prontuário 666 (HQ) , Samuel Casal *

18) My Dirty Dumb Eyes (HQ), Lisa Hanawalt ***

19) Topsy Turvy (HQ), Jason Jägel **

20) Gasoline, Gregory Corso **

21) Just Kids, Patti Smith *****
just-kids-capa

22) Hard Art: DC 1979, Lucian Perkins e Alec McKaye ***

23) A Tormenta de Espadas: As Crônicas de Gelo e Fogo Vol. 3, George R. R. Martin *****

24) O Chamado de Cthulhu e outros contos, H.P. Lovercraft ****

25) Down and Out in Paris and London, George Orwell ****

26) Casa de Bonecas, Henrik Ibsen *****

27) Bichos do Lixo, Ferreira Gullar ***

28) Haicais Animais, Fred Di Giacomo

29) Dias de Luta: o rock e o Brasil dos anos 80, Ricardo Alexandre ****

30) ENVIE MEU DICIONÁRIO: Cartas e Alguma poesia, Paulo Leminski e Régis Bonvicino ***

31) Diomedes, Lourenço Mutarelli ****

diomedes cia dos quadrinhos mutarelli

32) Malagueta, Perus e Bacanaço, João Antônio ****

33) Charles Bukowski: Locked in the arms of crazy life, Howard Sounes****

34) O escolhido foi você, Miranda July *****

35) Tudo o que toca o olhar, Francesca Cricelli ***

36) Big Jato, Xico Sá

37) Barba ensopada de sangue, Daniel Galera *****

38) O estuprador deprimido e outras pessoas comuns, Leonardo Vinhas *

39) This is a Call: Life and times of Dave Grohl, Paul Brannigan ***

40) Metallica: A Biografia, Mick Wall***

41) The Tempest, William Shakespeare *****

42) O amor é um cão dos diabos,] Charles Bukowski **

43) Moby Dick, Herman Melville *****

_MG_3473

44) Mundo Pet (HQ), Lourenço Mutarelli ***

45) Epilético 2 (HQ) , David B. ***

epiletico-volume-2-de-david-b-5552-MLB4970228831_092013-F

 

Das possibilidades abortadas

Eu poderia ser mais generoso,
Mais gentil
Mais descritivo
Mais reto

Mais correto

Poderia ser mais educado
Mais refinado
Mamãe ia gostar um bocado

Ser mais fraco
Ter mais asco
Mas decidi ser só

                        um chute no saco

 

Chute_nas_Bolas_by_MaKaM

-Mais poesias

Fred Di Giacomo é jornalista multimídia e autor dos livros “Canções para ninar adultos” e “Haicais Animais”. Ele insiste em escrever poesia há anos. Esse pequeno atentado aos testículos alheios faz parte do livro inédito “Poemas para quem não gosta de poesia”.

Leia também:
-Tem um Drummond no meio do caminho
-Dos orgasmos que pintei

TIC-TAC, o maior anão do mundo.

publicado originalmente em 2 de Outubro de 2007

Tic-Tac, tic-tac. O anão. Ah, não! Não cabia mais em seu próprio corpo. Sentia medo, sentia amor, sentia idéias novas e sentia muito.
Tic-Tac, tic-tac. Era o coração do anão batendo. Coração gigante, que já não cabia naquele peitozinho frágil.
Tic-Tac, tic-tac. O maior anão do mundo era o menor gigante também. Um pequeno homem com alma de titã.
Tic-Tac, tic-tac. A cabeça doendo, o sexo querendo. O coração desejando. Era os minutos no relógio , a batida do Carnaval, os tiros no morro.
Tic-Tac, tic-tac. Seu corpo já não agüentava o peso da alma, a força das asas. O espírito queria lhe fugir pela boca. O pequenino o segurava com as mãos. Fechava os dentes para não cuspir o âmago.
Tic-Tac, tic-tac.Caminhava rápido pela rua, virando depressa como sempre. Sentia-se mal, sentia-se…
Tic-Tac, tic-tac. E finalmente aconteceu, como um orgasmo eletrônico. Agora feliz percebeu: crescia sem parar.
Tic-Tac, tic-tac. BUM! Explodiu numa noite carioca o primeiro homem bomba do subúrbio fluminense.
06/02/05.

Um anão terrorista do mundo real

 

Guido deve morrer: meu filme

Eu tenho um filme guardado na gaveta de casa. Pra quando eu for velhinho escreverem: “aos 20 anos fez um filme com seu irmão, Gabriel Rocha. Uma mistura de Tarantino com Hermes e Renato. ”
É trash mas me enche de orgulho. Cultura Racional, mistério policial, rock ‘n roll, Gabinete do Dr Caligari, tudo filmado com uma câmera high 8 e 50 reais no bolso.

Gioavana Franzolin em cena do filme "Guido deve morrer"

Gioavana Franzolin em cena do filme “Guido deve morrer”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...