Reflexões d’um blogueiro anônimo – Fred Di Giacomo

originalmente postado 7 de Setembro de 2010

Caía em tentação: pastéis ou livros?

Pra parecer uma pessoa legal, mantinha um blog com atualizações diárias. Bolava um conto revolucionário que usasse alguma nova rede social, talvez o Formspring, talvez o Google Maps. Quando era moleque gostava de fantasiar que era um gênio pra justificar falta de mulher: “Algum dia, todas vão querer dar pra mim, só basta elas saberem tudo que tenho aqui dentro”. E o que havia ali dentro? Azia? Gases? Alguns Nuggets?

Molhava a bolacha maizena no café preto, imaginando estar em Paris. Farelos se aglomeravam no fundo da xícara; papinha. Quando pequeno, o prazer era meter o biscoito na xícara dos pais. Eles achavam graça. Até ele fazer 7 anos. Aí era “pára, moleque chato”.
Gostava de baixar músicas na internet. Dava uma sensação de transgressão. Tipo roubar no supermercado. “The National é a melhor banda da atualidade”. Ouvia baixinho, lembrava Smiths. “Quem não gosta de Smiths bom sujeito não é.” Né?

***
(No boteco intelectual paulistano)
_ Tem pastel de quê?
_ Agora tem só de palmito.
_ O mais foda é o de carne seca, né?
_ Ah, o de carne de sol saí muito. Mas o de queijo também é bom.
_Qual o Marçal Aquino pede?
_Quem?
_O escritor. Aquele que fez o “Invasor”
_ O Fábio Bá?
_É Fábio Moon, e ele escreve quadrinhos. O Marçal tem barba e é mais velho.
_Sou novo aqui, desculpe.

“Pô, olha lá. O Xico Sá chegou. Eu queria ser jornalista igual ele. Não faz plantão, escreve o que der na telha e compõe umas músicas com o Mundo Livre.” Todo jornalista é um artista frustrado. Será? Tem uns que querem ser William Bonner… Ele não era jornalista. Nesse erro não caíra. Estudava História -na USP. Tava no quinto ano. Você não sabe como é difícil se formar em quatro lá na USP, tem muitas optativas. Na real, se formar cedo pra quê? Dar aula? Pô, professor hoje em dia é carcereiro. De que adianta ter tido aulas com a Marilena Chauí? De que adianta saber quem foi o Florestan Fernandes. Os moleques escrevem quiseram com Z. Aliás, os professores escrevem quiseram com Z. “Meu pai tava certo?” Dizia o velho:

_ Estude direito e preste um concurso. Depois você faz história como hobby.

Ta quase pensando em desistir de ser escritor. Escrever dá trabalho pra cacete. “Acho que sempre estou uns dois episódios atrasados na vida. Talvez a melhor forma de parecer legal agora fosse um tumblr, não um blog. Olha só, o Daniel Galera ta aí também. Eu acho que consigo escrever melhor que ele. “ Pensa em escrever um  sobre o Xico Sá e mandar pro cara. “Xico Sá, o único jornalista feliz”. Se ele deixar um comentário lá no blog será a glória.

“Deixe esse bolo de ameixa e vem mexer. Comigo.”

_ Posso pegar essa cadeira ou vem mais alguém aí? _ pergunta o garçom novato, forte sotaque paraibano.
Hoje não vem ninguém. Tá todo mundo duro lá na História. Aqui é bem legal. Tem um sebo dentro do bar. Cheiro de livro. Se ficar rico, vai comprar todos os livros que sonhou. Poesia no Twitter? Já fizeram. Os caras todos usam barba e camisa xadrez. Camiseta é coisa de moleque, de blogueiro. “Porra, a vida seria muito mais fácil se eu tivesse nascido bonito. Aí, eu não precisava escrever nada, tirava umas fotos e virava Colírio.”
***
No fundo tudo que a gente faz é pra conseguir sexo. Né, não?

Queria ter o trabalho e as mulheres de Xico Sá.

 

-Mais desses continhos exóticos
-O dia em que tentei matar Paulo Coelho

Cachalote – Teaser animado da HQ de Daniel Galera e Rafael Coutinho

Teaser animado da fodástica HQ “Cachalote” de Rafael Coutinho e Daniel Galera. Foi o melhor quadrinho que li esse ano, vale muito a pena comprar!

Leia também:
-Chiclete com Banana: Angeli cria um hit underground dos quadrinhos
-Ódio:  Versão HQ do grunge
-Aline Crumb: musa com cérebro 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...