Ouça “Nós somos a América do Sul (disco completo)” um clássico do hardcore brasileiro gravado pelo Psychic Possessor em 1989

Capa do clássico "Nós somos a América do Sul"

Capa do clássico “Nós somos a América do Sul”

Quando a banda Psychic Possessor começou em Santos, ela tocava uma mistura de trash metal e crossover (a fusão de metal e hardcore). O que era bem avançado pro Brasil da época. Recordando: o ano era 1986. O Ratos de Porão ainda não tinha gravado seu clássico “Cada dia Mais Sujo e Agressivo”, nem o Lobotomia tinha lançado seu primeiro disco. Em 1988, Psychic Possessor lançou seu primeiro disco, o cult “Toxin Diffusion“, pela Cogumelo Records, que ganhou fãs fiéis ao redor do mundo, mas vendeu pouco.  A banda passou, então, por uma grande mudança de formação (só ficando o guitarrista Zé Flávio) que mudou o som do grupo, eliminando o lado metal e os levando a um som inspirado pelo hardcore americano dos anos 80 (Agnostic Front, Gorilla Biscuits, Minor Threat, etc) – o que ainda era uma novidade pro Brasil. O punk nacional tinha basicamente duas grandes escolas de influências: o hardcore oitentista de bandas inglesas e finlandesas de um lado e o crossover do outro. Havia exceções (como o Garotos Podres), mas nenhuma soava como o disco que marcaria o nome do Psychic Possessor na cena nacional: “Nós somos a América do Sul”.

Para manter o contrato com a Cogumelo (que previa mais um disco), resolveram não mudar o nome da banda e lançaram “Nós somos a América do Sul”, em 1989, que acabou tornando-se um pequeno clássico do HC nacional com uma boa produção e a excelente bateria de Boka (hoje no RDP) segurando a cozinha. Entre os destaques estão “S.O.S. Amazônia”, “América do Sul” e “Capitalismo” (regravada pelo RDP no disco “Feijoada Acidente? – Brasil”). Dá pra ouvir o disco na íntegra no link abaixo:

As faixas são:

1. Ação Terrorista
2. Porque Razão?
3. Capitalismo
4. Aposentados
5. Heróis
6. Vítimas de Miséria
7. Vote Nulo
8. Disciplina Militar
9. S.O.S. Amazônia
10. Cubatão
11. Desarme
12. Aicreuqonrevog
13. Consciência Nacionalista
14. Desespero
15. O Mundo Nos Sufoca
16. América do Sul

10 melhores bateristas de rock do Brasil

João Barone, dos Paralamas do Sucesso, é considerado por muitos o maior baterista do rock nacional

-Confira os 100 maiores bateristas do mundo

Fazer listas é sempre uma tarefa árdua e ingrata: você pesquisa, pesquisa, quebra a cabeça e, no final, descobre que esqueceu um monte de gente. Ou então tem sua caixa de comentários inundada por fãs ensadecidos porque seu artista favorito não foi selecionado.
Infelizmente, eu adoro fazer listas 😛

Selecionei os bateristas abaixo após alguma pesquisa e papo com amigos bateras como o Eduardo Zaneski e Gabriel Di Giacomo. Sei que a lista está muito focada em ritmos mais pesados (mas também mais técnicos) e que alguns nomes como Pelado (Charlie Brown Jr) ou Ricardo Confessori ficaram de fora, mas acho que conseguimos retratar diversos estilos e gerações. Vale lembrar que o foco aqui são as bandas de rock, por isso o grande número de excelentes bateristas brasileiros de bossas nova e MPB ficou de fora. Como não existem muitas listas de bateristas brasileiros, espero que essa sirva pra instigar outros sites a criarem as suas próprias. Vamos lá!

1) João Barone (Paralamas do Sucesso)

2) Iggor Cavalera (Sepultura, Cavalera Conspiracy)

Iggor Cavalera – 10 maiores bateristas do Brasil



3) Aquiles Priester (Angra, Hangar)

Aquiles Priester – 10 maiores bateristas do Brasil


4) Charles Gavin (Titãs)

Charles Gavin – 10 maiores bateristas do Brasil


5) Pupilo (Nação Zumbi)

Pupilo – 10 maiores bateristas do Brasil



6) Ivan Busic (Dr. Sin)

Ivan Busic – 10 maiores bateristas do Brasil



7) 
Dinho Leme (Mutantes)

Dinho – 10 maiores bateristas do Brasil

8 ) Fernando Schaefer (Endrah, Korzus, Pavilhão 9, Rodox)

Fernando Schaefer – 10 maiores bateristas do Brasil

9) Max Kolesne (Krisiun)

Max Kolesne – 10 maiores bateristas do Brasil



10) Boka (Ratos de Porão)

Boka – 10 maiores bateristas do Brasil

 

Veja também
Melhores bateristas dos últimos 25 anos

-40 melhores bateristas do heavy metal

-100 maiores bateristas, segundo a revista Rolling Stone

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...