JR – Artista francês transforma as ruas em galeria de arte

Toda quinta, artistas underground ou novos e projetos pulsantes

As ruas são “a maior galeria de arte do mundo”, afirma o artista francês JR. Mantendo-se quase anônimo, como Banksy, o auto proclamado “ativista urbano” começou espalhando suas fotos gigantescas pelas ruas de Paris entre 2004 e 2006. Depois disso, seus trabalhos ganharam África e América (Brasil inclusive). Suas propostas envolvem colaboração do público (que muitas vezes pode mandar fotos para os projetos) e são carregadas de ativismo social. Dá pra ver um pouco do trabalho do cara na exposição “De dentro e de fora” do MASP. Vale também uma olhada no documentário do projeto “Women are Hero” desenvolvido em Serra Leoa. O vídeo está no final desse post.

Meus pais – Nati Canto

Quinta-feira recebemos jovens e consagrados artistas num versnissage punk.

Sim, Nati Canto já deu as caras aqui antes. Depois dela participar de uma exposição na galeria Zipper, agora é a hora dela volta para nossa exposições virtuais.  Mais informações no site da artista.

Meus pais

A minha mãe já declarou várias vezes o quanto preferiria morrer antes do meu pai. A princípio eu achava essa conversa um tanto quanto mórbida. Mas depois passei a considerar os casais que passam suas vidas dividindo uma mesma história e têm de se separar no leito de morte. Ouvi dizer que em pouco tempo depois, normalmente o que ficou vai embora também. Não sei por quanto mais essa idéia de amar até o final vai existir. E é por isso que invejo/admiro meus pais juntos, porque talvez essa será a minha única experiência real de acreditar no amor a dois sem data de validade.

Veja também:
-Erotismo ciberpunk de Wandeclayt

-Imagens Multiestávesi – Nati Canto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...