Anita Garibaldi – Galeria de anti-heróis

-Confira nossa galera de anti-heróis

Anita Garibaldi vestida como um homem


Anita Garibaldi (1821 – 1849), revolucionária. Anita Garibaldi lutou na Revolução Farroupilha no Brasil e na Revolução de 1848 que resultou na unificação da Itália. Ela e seu marido, Giuseppe Garibaldi, eram a favor de uma Itália unificada e democrática.

Simone de Beauvoir – Galeria de Anti-Heróis

Uma imagem fala mais que mil segunda-feiras

Simone de Beauvoir está entre os maiores pensadores do século XX

Simone de Beauvoir (1908 – 1986 ): filósofa, escritora, feminista e ativista social. Escreveu o clássico “O Segundo Sexo”

Veja também:

– Conheça outros heróis desse site

– Mais literatura

Marie Curie – Galeria de Anti-Heróis

Uma imagem fala mais que mil segunda-feiras

Marie Curie foi uma das maiores cientistas da história da humanidade

Marie Curie (1867 – 1934): cientista, física, química,professora, vencedora de dois Prêmios Nobel (aliás, única pessoa a ganhar o Prêmio em duas ciências diferentes) e pioneira nas pesquisas com radioatividade. Foi a primeira mulher a dar aulas na Universidade de Paris.

Veja também:
-Outros heróis desse site
-Mulheres que fizeram história 

Virginia Woolf – Galeria de Anti-Heróis

Uma imagem fala mais que mil segunda-feiras

Virginia Woolf foi um dos maiores nomes da literatura do século XX

Virgina Woolf (1882 – 1941), foi uma escritora, editora e um dos maiores nomes da história do movimento modernista. Entre suas obras destacam-se “Mrs Dalloway” e “Passeio ao Farol”. Você pode conhecer um pouco mais da vida da autora inglesa no filme “As Horas”.

Veja também:

-Outros heróis desse blog
– Quer ler mais sobre literatura?

Anaïs Nin – Galeria de Anti-Heróis

Uma imagem fala mais que mil segunda-feiras

Anaïs Nin: boa de trago e boa de texto

Anaïs Nin (1903 – 1977), escritora, autora de “Delta de Vênus” e “Henry, June e Eu”. Parte de sua vida foi retratada no ótimo filme “Henry & June”

Veja também:

-Outros anti-heróis desse site

-Saiba mais sobre a escritora Anïs Nin

Fotos de 7 pin ups que marcaram a história

Sim, pin ups! As modelos, atrizes e dançarinas cujas imagens sensuais (e cheias de curvas) exercem um forte atrativo na cultura pop. Vintage, retrô e – com o tempo – rock n’ roll, o estilo da primeira metade do século XX continua sempre na moda. Confira abaixo uma listinha com 7 pin ups famosas que marcaram a história com suas fotos sensuais e atitude sexy.

 1)Bettie Page (1923 – 2008)

Bettie Page foi modelo e atriz. A “rainha das curvas” é uma das pin ups mais famosas e influentes da história.
+ Saiba mais

2)Marilyn Monroe (1926 – 1962)

Atriz, modelo e mulher mais sexy do mundo.
+ Saiba mais

3)Dita Von Teese (1972 – )

Atriz, modelo e – principalmente – artista burlesca, famosa pela striptease numa taça de martini. Principal representante do estilo na atualidade
+Saiba mais

4) Betty Grable (1916 – 1973)

Atriz e modelo, chegou a ser a atriz mais bem paga de Hollywood.
+Saiba mais 

5) Tempest Storm (1928 – )

Dançarina, stripper, atriz e uma das pioneiras do estilo burlesco. É, hoje, a mais velha stripper em atividade.
+ Saiba mais

6) Lili St Cyr (1918 – 1999)

Atriz, stripper, dançarina, modelo e dona de uma covinha de cair o queixo.

+Saiba mais

7) Blaze Starr (1932 – )

Dançarina e modelo, foi uma das pioneiras do estilo burlesco que influenciou Dita Von Teese.
+Saiba mais

– Mais musas do Punk Brega

 

Marta Altesa, baixista talentosa e gata

Armada com seu baixo MusicMan StingRay 5, a bela Marta Altesa distribui slaps e licks em seu canal de vídeos no Youtube com mais de 20 mil seguidores. Entre os covers executados com precisão pela baixista estão “Get on the Floor” do Michael Jackson e “Time Won’t Wait” do Jamiroquai, além de outras do Muse e Red Hot. Sigam a moça!

Aline Komisky Crumb – Musas

-Fotos de mulheres bonitas e inteligentes

Aline e o marido Crumb

Aline Kominsky-Crumb nasceu em 1948 nos Estados Unidos filha de uma família judia envolvida com o crime organizada. Na juventude caiu de cabeça na contracultura, foi tiete de bandas underground, usou drogas e encheu a cara. Até conhecer Spain Rodriguez (da ZAP Comix) e Kim Deitch e decidir usar seus talentos artísticos para produzir quadrinhos. Participou do projeto coletivo Wimmen’s Comix, criou a revista Twisted Sisters com Diane Noomin, editou a Weirdo e publicou uma série de quadrinhos autobiográficos criados em parceria com o marido Robert Crumb chamada Dirty Loundry. No Brasil, a revista Piauí tem publicado as HQs de Aline com Crumb e a Conrad lançou a coletânea “Essa Bunch é um amor“.

Aline novinha tocando violão com as pernocas à mostra

Aline Kominsky casou com Crumb (seu segundo marido e gênio dos quadrinhos, diga-se de passagem) em 1978, época em que já havia se mudado para São Francisco e começado a produzir HQs underground. Quando ela e Crumb se auto-exilaram na França, Alina passou a se dedicar mais à pintura.

-Confira outras musas com cérebro
-Conheça a Zap Comix, clássico dos quadrinhos underground

-Confira resenha sobre o documentário “Crumb” no qual Aline dá diversos depoimentos

Aline no traço do genial maridão Robert Crumb

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...