“Paranoid Park” – Breve resenha do filme de Gus Van Sant

Cartaz do filme "Paranoid Park"

Cartaz do filme “Paranoid Park”

Tô aproveitando as férias pra rechear o blog com posts gigantescos que me enchem de satisfação pessoal, mas ninguém lê… He,he, he. Como sei que poucos têm saco para encarar mais de três parágrafos na internet ai vai um mini-post:
Assisti o primeiro filme foda de 2008: Paranoid Park do Gus Van Sant. Legal ver um filme autoral numa época em que cinema de autor é raridade. A linguagem de Van Sant segue a linha do “Elefante”, com umas quebras do ritmo do filme substituído por momentos lentos, cenas que parecem um ballet de skates simulando filmagens amadoras e pequenas sacadas nos diálogos aqui e ali (como a reação dos jovens skatistas frente às fotos do cadáver ou a conversa do protagonista sobre a guerra do Iraque).
O mais perturbador é a ótica pela qual vemos o “assassino”, que parece mais uma vítima atrapalhada de um acidente do que um psicopata juvenil. E você torce por ele e pensa que poderia acontecer contigo ou com teu filho. E esse texto já tem 3 parágrafos. FIM!
Cena do filme "Paranoid Park"

Cena do filme “Paranoid Park”

Assista o trailer aqui:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...