Metalização do pop – 10 covers metal de músicas pop

por Diego Sanches

A banda Brujeria detonou a "Macarena"

A banda Brujeria detonou a “Macarena”

 

Existem dois tipos de bandas de metal: as que se levam a sério e as que não se levam. Ponto.

Esse é um post sobre o segundo tipo, que de vez em quando se presta a fazer uma gracinha ou outra pra provocar a galere. Gravar covers de músicas pop odiadas pelos fãs é uma delas, relativamente comum.

Lembro até hoje quando era um garoto juvenil e ouvia metal melódico e power metal no ano de noventa e oito. Esperava ansiosamente pelo lançamento de discos do Helloween e Gamma Ray, e foi esse último que me tomou de surpresa ao lançar em meio ao seu disco mais pesado até então (o máximo que uma banda de melódico conseguia fazer, pelo menos) um cover da banda mais homossexual da década anterior.

“It’s a Sin”, do Pet Shop Boys.

Na época a turminha adolescente cheia da razão odiou, e ergueu dedos médios durante a execução da música no show em São Paulo, no mesmo ano. Esse show custou R$12,50 a meia entrada para a pista e teve abertura do Symbol e do Roland Grapow Band. Hoje não dá nem pra ir no cinema com isso. Tô velho.

Enfim.

Alguns anos depois – não sei quantos nem estou preocupado em pesquisar agora – o Children of Bodom gravaria aquele que seria o mais blasfemo dos covers já tocados por uma banda da gélida Finlândia: “Oops I did it again”, da Britney, bitch!

Daí, o que vem é ladeira abaixo. Brujeria tocando “Macarena (Marijuana)”…

Sei lá que banda tocando “Umbrella”…

Até chegar no Ten Masked Men, uma banda ruim que SÓ faz isso…

Outro vídeo: watch?v=xwuLlIUnamI

Até chegar no ápice: “Sex Bomb”

Se você, que é leitor antenado nas novas tecnologias, pesquisar por “metal cover” no youtube vai ver que essa se tornou uma prática comum em bandas que são tão ruins que conseguem piorar músicas ruins. Sim, eu tenho que dizer que Bad Romance é ruim. Ta pensando o que!


Eu ia acabar o post aqui, mas é interminável! É o recurso mais babaca e comum das bandinhas de merda de hoje em dia.

Sério, eles devem só ficar esperando a Lady Gaga ou a Kesha lançar um hit novo pra começarem a gravar. Se é pra fazer um cover, faça de forma a melhorar a música, não só pra fazer uma piadinha imbecil com riffs clichês, pedal duplo e vocal urrado.

Faça como Warrel Dane fez com uma música do Sisters of Mercy, por exemplo:

Comecei a escrever isso aqui lembrando todo jocoso (mas nunca saudoso) da minha adolescência perdedora, mas terminei meio puto.

Fica aí com mais um vídeo ridículo e não me encha mais o saco.

Cozinha do Inferno: Hellbent for Cooking

Faz um bom tempo que eu não escrevo um post (e o Fred está quase me expulsando daqui), mas foi por um bom motivo: estava ocupado com os preparativos do meu casamento.

Um dos presentes que ganhamos foi o livro Hellbent for Cooking. Já que temos que cozinhar, que seja da forma mais metal possível!

cover_hellbent-1

O livro foi escrito pela canadense Annick Giroux “The Morbid Chef” e traz receitas enviadas por bandas de vários países e estilos, desde o metal mais tradicional do Judas Priest até o black metal do Gorgoroth. Só senti falta de umas bandas mais farofa. HÁ!

eee_veg_beans_1

Ela conta que algumas não puderam entrar no livro, pois não poderiam ser testadas por falta ou bizarrice dos ingredientes e ninguém ia realmente conseguir fazer, como o coração de cobra cru com whiskey enviado pelo Surrender of Divinity da Tailândia ou o guisado de cachorro mandado pelo Piledriver do Canadá.

As receitas são divididas em capítulos de acordo com a especialidade, seja carne, cordeiro, drinques ou até vegetariano. O Kreator por exemplo mandou uma receita de hamburguer vegan de aveia.

hellbent-cooking

Dentre bandas de todo o mundo, duas brasileiras entraram na jogada: Sepultura com seu “churrasco ao molho de soja” e Holocausto com a óbvia “caipirinha”.

O livro tem 224 páginas, é editado pela Bazillion Points que é especializada em heavy metal e não tem versão nacional, mas pode ser encontrado em livrarias online como Amazon por $23.89 + shipping e The Book Depository por $20.17 com free shipping.

Plástico pesado – Action Figures rock ‘n’ roll

por Diego Sanches

Além do Heavy Metal, da cerveja e de reclamar, uma das coisas que eu mais curto são action figures.

Pra quem não sabe, action figures é o nome que gente velha dá aos “bonequinhos” pra não se sentir tanto um nerd perdedor. Sabe? He-Man, Comandos em Ação…

Pois bem, além de super-herois, soldados e bárbaros de sunga de pelúcia, um tema que é bastante explorado é o de figuras de músicos. Principalmente, os músicos de metal. Ou, no caso, de plástico.

Nos anos 90, Todd McFarlane, que já desenhou o Homem Aranha e criou o Spawn, fez sua própria linha de brinquedos action figures. Mas, diferente de tudo que se viu antes, pareciam mini estátuas realistas.

A Mcfarlane Toys fabricou, em seus tempos áureos (porque hoje em dia andam meio caidões), algumas das melhores figuras que existem, e várias delas eram de músicos.

Algumas empresas tentaram continuar o legado da McFarlane, principalmente a NECA Toys, mas nenhuma chegou a produzir tantas figuras de músicos quanto a empresa do Spawn. Teve uma série inteira só de Elvis Presley e várias figuras inspiradas em Beatles, mas como o papo aqui é metal, caguei pra essas figuras.

Abaixo, alguns dos melhores bonecos da McFarlane:

Metallica Box-set

Kiss – Love Gun Box-set

Alice Cooper

Ozzy Osbourne

Slash

Rob Zombie

Iron Maiden – The Trooper

Iron Maiden – Killers

Motley Crüe Box-Set

Alguns da NECA Toys:

AC/DC – Brian Johnson and Angus Young Box-Set

Iron Maiden – Piece of Mind

Iron Maiden – Phantom of the Opera

Bobblehead do Iron Maiden – The Number of the Beast

e alguns diversos de outras empresas…

Lemmy Kilmister, da Locoape

Metallica – Master of the Puppets SMITI, da SEG

No Brasil, é possível achar algumas figuras dessas em lojas especializadas ou em algumas livrarias como Fnac ou cultura. O que eu não recomendo pois é bem mais caro do que o normal.

Aqui em São Paulo existem algumas boas lojas de bonecos como a Limited Edition, Coleciona e Power Toys, mas sempre vale a pena pesquisar preços no Mercado Livre.

A melhor opção é importar. Algumas boas lojas gringas que entregam pra cá são a CornerStore Comics, Big Bad Toy Store e Entertainment Earth. O ebay costuma ser o lugar mais em conta pra comprar, e eu recomendo imensamente uma pesquisa lá antes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...