Insônia

– Mais rabiscos poéticos
insonia-poesia
Enquanto dormem depressivos e pouco amados
Nós – os neuróticos – ficamos acordados
Sem conseguir cerrar as pálpebras
Contando carnerinhos que atravessam as molduras dos sonhos
Rumo ao terreno onírico dos pensamentos medonhos

“Ela me ama de verdade?”
“Deus de nós tem piedade?”
“Serei eu feliz na vida?”
“Sou um bufão ou suicida?”
“Qual é a origem dessas dúvidas?”
“São lágrimas a desbotar minha íris úmida?”

Uma ida ao banheiro
Uma oração
Vontade de comer
Mudar de posição

E a madrugadora aurora devora a escuridão
Antes que Morpheu cumpra sua missão.

Fred Di Giacomo odeia ter insônia, mas dorme tarde por livre e espontânea vontade todos os dias, porque é o único jeito de ter tempo para escrever.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 thoughts on “Insônia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.