“Fechem os olhos dos jornais”, trecho de Vladimir Maiakóvski

O dia tá #TENSO e a amiga Mariana Nadai me manda essas fotos de mulheres paquistanesas deformadas por homens que as atacaram com ácido. Quem tiver estômago pode conferir outras vítimas dessa prática bizarra

Tamanha violência me faz nunca mais ler uma notícia. Que tristeza é o mundo pra algumas pessoas….

 

“os jornais me espreitam

anunciando minha despedida:

anúncios! eu-havido
em nota funerária= rodapé:

(letras mínimas!)

 

o passamento, passa tempo

os jornais me observam

já na véspera, vespertina

— jamais, nunca, ninguém.

 

morte anunciada nos jornais

o poema antecipa a morte

em suicídio ou despedida

 

“Fechem, fechem os olhos dos jornais!” [*]

 

É no poema que me recolho

encolho

olho

o.

 

Vou ao meu funeral, cantando.

_____

[*] Trecho de “A Mãe e o Crepúsculo Morto pelos Alemães” (1914), de Vladimir Maiakóvski, em tradução de Haroldo de Campos).

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

2 thoughts on ““Fechem os olhos dos jornais”, trecho de Vladimir Maiakóvski

  1. Vejo aqui tua imagem
    E o meu coração se desfaz
    Difícil dizer se é a dor nos olhos
    Ou a marca na alma que fere mais…

    Mariana Tavares de Melo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.